UNICEF: um terço dos jovens no mundo diz que educação não prepara para emprego

Uma pesquisa online com 40 mil jovens em mais de 150 países mostrou que muitos deles sentem que sua educação atual não os está preparando com as habilidades necessárias para conseguir um emprego.

Um terço (31%) dos jovens que responderam à pesquisa por meio da plataforma U-Report do Fundo das Nações Unidas para a Infância (UNICEF) disse que as habilidades e os programas de treinamento que lhes são oferecidos não correspondem às suas aspirações de carreira. Mais de um terço (39%) disse que os empregos que procura não estão disponíveis em suas comunidades.

Adolescentes e jovens podem aderir ao U-Report por SMS ou em mídias sociais, e responder a pesquisas, relatar preocupações, apoiar os direitos da criança e trabalhar para melhorar suas comunidades. Saiba mais em www.ureportbrasil.org.br. Foto: UNICEF

Adolescentes e jovens podem aderir ao U-Report por SMS ou em mídias sociais, e responder a pesquisas, relatar preocupações, apoiar os direitos da criança e trabalhar para melhorar suas comunidades. Saiba mais em http://www.ureportbrasil.org.br. Foto: UNICEF

Uma pesquisa online com 40 mil jovens em mais de 150 países mostrou que muitos deles sentem que sua educação atual não os está preparando com as habilidades necessárias para conseguir um emprego.

Um terço (31%) dos jovens que responderam à pesquisa por meio da plataforma U-Report do Fundo das Nações Unidas para a Infância (UNICEF) disse que as habilidades e os programas de treinamento que lhes são oferecidos não correspondem às suas aspirações de carreira. Mais de um terço (39%) disse que os empregos que procura não estão disponíveis em suas comunidades.

Segundo a pesquisa, as principais habilidades que os jovens desejam adquirir para ajudá-los a conseguir emprego na próxima década incluem liderança (22%), seguida de pensamento analítico e inovação (19%) e processamento de informações e dados (16%).

Separadamente, uma pesquisa global da PwC descobriu que 74% dos CEOs do mundo todo disseram estar preocupados em encontrar as habilidades certas para expandir seus negócios.

Para enfrentar alguns desses desafios, o UNICEF e a PwC estão unindo forças nos próximos três anos para ajudar a equipar jovens de todo o mundo com as habilidades necessárias para o trabalho futuro.

A colaboração apoiará a pesquisa sobre o crescente desafio global sobre habilidades e desenvolverá, expandirá e financiará programas de educação e habilidades em países como Índia e África do Sul.

“Os jovens estão nos dizendo que desejam que as habilidades digitais e transferíveis sejam bem-sucedidas no local de trabalho do futuro”, disse a diretora executiva do UNICEF, Henrietta Fore.

“Essa necessidade crucial só pode ser atendida com a contribuição de parceiros públicos e privados em todo o mundo. É, por isso, que estamos trabalhando com parceiros como a PwC para oferecer oportunidades de crescimento e prosperidade pessoal para jovens de todos os lugares”.

Todos os meses, 10 milhões de jovens atingem a idade ativa, a maioria deles proveniente de países de baixa e média renda.

De acordo com uma pesquisa global, os jovens desses países levam em média cerca de um ano e meio para entrar no mercado de trabalho, e impressionantes quatro anos e meio para encontrar seu primeiro emprego decente.

Essa situação pode se deteriorar ainda mais se não for abordada, com 20% a 40% dos empregos atualmente ocupados por jovens de 16 a 24 anos avaliados como sob risco de automação em meados da década de 2030.

“Acreditamos que as empresas têm a responsabilidade de ajudar a enfrentar o desafio de qualificação para todas as partes interessadas, incluindo as comunidades em que vivemos e trabalhamos e todos os seus cidadãos”, disse Bob Moritz, presidente da PwC Network.

“Também faz sentido para os negócios: na última Pesquisa Global de CEOs da PwC, três quartos dos CEOs disseram que a falta de habilidades disponíveis é uma grande preocupação e risco. Muitas das pessoas que mais precisam de qualificação têm menos acesso a oportunidades.”

“Ao unir forças com o UNICEF, acreditamos que podemos ajudar a alcançar mais pessoas que, de outra forma, seriam deixadas para trás a contragosto. Juntos, pretendemos capacitar milhões de jovens.”

A colaboração entre o UNICEF e a PwC apoiará a Plataforma de Revolução de Requalificação do Fórum Econômico Mundial, da qual ambos são parceiros fundadores. A plataforma visa proporcionar melhores empregos, educação e habilidades para um bilhão de pessoas nos próximos 10 anos.

As habilidades, os conhecimentos e os recursos da PwC também apoiarão o programa Geração que Transforma, uma parceria global organizada pelo UNICEF, para ajudar os jovens na transição bem-sucedida da educação e treinamento para o trabalho decente.

A PwC e o Geração que Transforma reunirão interessados públicos, privados e da sociedade civil para desenvolver oportunidades de investimento, programas e inovações que apoiem os jovens em seu caminho para o futuro produtivo e a cidadania engajada.

Sobre a pesquisa

A pesquisa foi realizada pelo UNICEF por meio do U-Report, uma plataforma global de envolvimento digital de jovens em fevereiro de 2020. Foi respondida por 40 mil participantes de 150 países.

A Índia teve o maior número de respondentes (43%), seguida pela África do Sul (26%). Os dados dessa pesquisa do U-Report são representativos das informações fornecidas pelos entrevistados, não são estatisticamente ponderados e não devem ser extrapolados para populações globais ou de países.

Sobre o Geração que Transforma

O Geração que Transforma — atualmente hospedado pelo UNICEF — é uma parceria global que trabalha a fim de preparar jovens para que tornem cidadãos produtivos e engajados. Conecta a educação secundária e o treinamento ao emprego e ao empreendedorismo, capacitando todos os jovens para que prosperem no mundo do trabalho.

Sobre o U-Report

O U-Report é um programa de capacitação móvel que conecta jovens de todo o mundo a informações que mudarão sua vida e influenciarão suas decisões.

O U-Report é gratuito e de código aberto, e mais de 9 milhões de adolescentes e jovens em 65 países utilizam-no semanalmente para expressar suas opiniões, se conectar com seus líderes e ajudar a mudar as condições de suas comunidades por meio de SMS e canais digitais, incluindo WhatsApp, Facebook, Viber e Telegram.

Para mais informações: http://www.ureportbrasil.org.br/

 

Fonte: https://nacoesunidas.org/unicef-um-terco-dos-jovens-no-mundo-diz-que-educacao-nao-prepara-para-emprego/

26 de março de 2020
UNICEF: um terço dos jovens no mundo diz que educação não prepara para emprego